Search

Jovens de Esquerda

Cuidado! Este homem (PMDB/PSDB) foi visto dando Golpe em aposentados

“O ilegítimo Michel Temer (PMDB) se aposentou aos 55 anos. Ele ganha R$ 30 mil do governo do São Paulo. Mas o tinhoso não tem vergonha de propor 49 anos de contribuição para a aposentadoria integral”; a crítica é do jornalista Esmael Morais; ele lembra outros defensores da mudança na Previdência: o ex-presidente FHC, que se aposentou aos 37 anos, e o ministro da Casa Civil Eliseu Padilha que “pendurou as chuteiras” aos 53 anos, com salário de R$ 19,3 mil pagos pela Câmara.

 

Por Esmael Morais – O ilegítimo Michel Temer (PMDB) se aposentou aos 55 anos. Ele ganha R$ 30 mil do governo do São Paulo. Mas o tinhoso não tem vergonha de propor 49 anos de contribuição para a aposentadoria integral.

Se um jovem de 21 anos começar a trabalhar hoje, somente aos 70 ele conseguirá se aposentar – se contribuir ininterruptamente 49 anos.
O diabo é que nem todo mundo consegue ficar empregado tanto tempo, ininterruptamente, se o golpe de Estado se efetivou justamente para promover o desemprego, ou seja, gerar “estoque” de mão de obra barata para gananciosos empresários.

Também é fundamental destacar parte significante da juventude vinha ingressando no mercado do trabalho bem mais tarde, após a universidade e especializações, o que significa que muitos morrerão sem nunca conseguir se aposentar – haja vista a expectativa de vida dos brasileiros.

Outro que defende ferrar o povo pobre na aposentadoria é o ex-presidente FHC. Ele se aposentou aos 37 aninhos.

O ministro da Casa Civil Eliseu Padilha também “pendurou as chuteiras” aos 53 anos, em 1999, com salário de R$ 19,3 mil pagos pela Câmara.

Resumo da ópera: somente um trouxa concordaria com a reforma da previdência proposta por Temer.

 

O Hacker, Marcela Temer e a Justiça

Marcela Temer é a primeira dama do estado brasileiro. Seu marido, Michel, é o presidente, tendo seu mandato contestado na justiça por 2 ações impetradas por Dilma Rousseff.
Pois bem: Marcela teve conversas comprometedoras gravadas por alguém que a hackeou.
Antes de mais nada, é preciso saber que a vida da primeira-dama é pública.  Não fosse assim,  ela não teria cargo junto ao Palácio do Planalto. Todos nós temos o direito de saber o que acontece com a bela, recatada e do lar.
Mas o que mais assusta nesse episódio é a velocidade com que o hacker foi sentenciado.
Sua pena ficou arrumada em 5 anos, muito mais alta do que a média para esse tipo de crime.
E o que é pior,  o regime imposto foi o FECHADO!
Ora, qualquer estudante de direito tem a obrigação de saber que penas, quando aplicadas entre 4 e 8 anos, induzem ao regime semi-aberto.
A tentação penal é inexplicável e somente ocorreu por se tratar da mulher do ex vice-presidente.

Wallace Martins é advogado criminal.

O que diferência a direita e a esquerda?Por: Wallace Martins

A primeira distinção entre o sujeito de direita e o de esquerda é a compreensão da solidariedade humana.
Enquanto o reacionário pensa no estado mínimo,  soltando as amarras da economia e deixando a classe trabalhadora desprotegida, o socialista sabe que o mercado tem e precisa ser regulado.
Aqui é importante a lição de Marx sobre alienação. O burguês – controlador dos meios de produção – nunca será afetado pela classe trabalhadora, que é alienada e não percebe que apenas labora para enriquecer mais a elite dominante.
A outra distinção básica diz respeito com a qualidade dos argumentos. O esquerdista é mais iluminado, Tem mais preparo intelectual.
Já no reino da direita impera a lumpemburguesia, uma elite que não consegue concatenar debates mais elaborados,  que prefere bater panela e que tem no ódio a sua causa maior.
Seu discurso era macarthista: fora PT. Suas manifestações beiravam o ridículo,  usando patos como elemento simbólico de sua pouca inteligência.

Wallace Martins é advogado.

 

INCONSTITUCIONAL, MAS NEM TANTO.

Da relativizaçao do direito e da lei, chamado também de direito moldado no eu quis fazer. Essa frase foi dita por um policial militar, que sem maiores motivações, dispara gás em manifestantes sentados no chão.
O abuso de autoridade no Brasil não é novidade nenhuma, mas com a inauguração de um regime que desrespeitou o voto, temos uma nova classe de abuso autoritário, o abuso legislativo (e tambem judiciario e do Ministerio Publico). Leis sendo elaboradas às margens da Constituição, desrespeitando nitidamente garantias que consubistanciam a equidade nas medidas de força, entre o poder do estado punitivo e o cidadão, diria que a tecnica é falar das garantias constitucionais no corpo do “projeto de lei”, para em seguida dizer que a lei irá violar a constituição e suas garantias.

Exemplo disso é o artigo 16, da PL 4.8507/16, intilulada “dez medidas de combate à corrupçâo”, que altera diversos dispositivos  do Código de Processo penal, não diria que altera, mas que vira do avesso a garantia processual,  violando a norma em si e seu principio basilar. Aliás, a alteração pretendida fala mais das formas de se legitimar provas ilícitas do que da licitude da prova, como quem quer justificar algo injustificável .
Tenta do mesmo modo, por uma forma de barroquismo argumentativo, utilizando –se de excessos e malabarismos para se justificar e incentivar o instituto da delação premiada em substituto investigativo.
No entanto, o ponto mais relevante no atual vale tudo legislativo, é a insistente tentativa de se justificar a relativização de uma das principais garantias constitucionais contra o arbítrio do estado, dificultando no que for a possível  obtenção do habeas corpus, ferindo de morte também princípio formador do Estado de Direito, qual seja, a presunção de inocência.
Transformando exceção em regra e regra em exceção, vai se mitogando a democracia.

Wallace Martins e Fernanda Cabral são advogados.

Wallace Martins: Dilma Rousseff foi apeada do poder por um golpe de estado

Dilma Rousseff foi apeada do poder por um golpe de estado. Parlamentar, é verdade, nova modalidade de golpe na América Latina.
Foi destituída do poder, segundo a oposição da época, por assinar eventual contrato do chamado Plano Safra e pelas denominadas “pedaladas fiscais”.
Pedaladas que – diga-se de passagem – foram cometidas por diversos antigos presidentes da República, bem como atuais governadores de estado e prefeitos.
Para se ter uma ideia do tamanho do golpe arquitetado pela direita e pela mídia, basta-se pensar em um singelo caso: imagine-se alguém que subiu no muro do vizinho para subtrair uma goiaba. Como pena,  recebe prisão perpétua. Foi isso que aconteceu com a ex-presidente. Recebeu uma sanção infinitamente maior do que a eventual infração administrativa cometida.
Daí o golpe e a injustiça perpetrada contra a democracia.
Assumiu Temer e o país piorou. Em todos os setores. Basta dar uma olhada no desemprego que disparou.
No campo ético o governo é atingido por escândalos diários,  além de alijar qualquer possibilidade de uma aposentadoria agradável para os contribuintes.

Wallace Martins é advogado

Jean Volpato: Eles podem tirar Lula de nós, mas não o Lulismo

A elite brasileira já decidiu que Lula não será candidato a Presidente da República em 2018, isso porque eles sabem que Lula será vitorioso se candidato for. O que os abutres do capital ainda não entenderam, é que o Lulismo é muito maior que o próprio Lula, e por isso Lula lidera pesquisa mesmo sofrendo a operação Lawfer.

O Lulismo se assemelha ao Peronismo na Argentina, é um Estado de espírito, uma força incontrolável dos brasileiros por justiça social. A plutocracia é rejeitada pela sociedade brasileira, prova disso são os índices de popularidade de Temer, e as intenções de votos dos tucanos.

O Brasil é um país com dimensões continentais, com um mercado interno com mais de 200 milhões de habitantes. Nossas riquezas são de dar inveja a qualquer país do mundo. Ninguém consegue entender o motivo do porquê pobre nasce sem a garantia de qualidade de vida, saúde e educação com qualidade.

A elite brasileira usa o Brasil como sua propriedade privada, explora como os portugueses fizeram com os índios ao chegarem a esse país. Tiram nossas riquezas, nossa força de trabalho, nos exploram, e depois nos descartam nos valões das efemeridades.

A perseguição ao Lula e ao que ele representa apenas reforça nossa necessidade de nos reorganizar, unir forças, entender o momento histórico e a viabilidade estratégica de conseguirmos juntos vencer essas forças reacionárias, corruptas e conservadoras que atacam o Brasil.

No minuto que Temer anuncia aumento da gasolina, Lula é manchete dos jornais

No mesmo minuto que Governo Temer anuncia aumento da gasolina, lula é manchete dos jornais. Seria para desviar ofoco?

Se coincidência ou não, no mesmo momento que Governo Temer anuncia o aumento de 1 real no litro da gasolina, as manchetes dos jornais voltam a focar Lula, assim como ocorreu no dia da votação da PEC 55, que vai congelar a valorização do salário mínimo e os investimentos com saúde e educação.

 

Veja a reportagem:

http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/gasolina-aumenta-098-na-bomba.html?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=O%20Globo

Pela primeira vez em 13 anos brasileiro volta a ver cenas de crianças nos sinais

Uma das cenas praticamente abolidas das grandes cidades brasileiras, crianças pedindo esmolas nos sinais, voltam a ser rotina da sociedade brasileira. Especialistas acreditam que após seis meses do anúncio do governo Temer, com o corte de aproximadamente 1 milhão de bolsas famílias contribuíram para esse fato.

Douglas Damolin, especialista em impacto social dos programas governamentais na sociedade, formado pela USP – Universidade de São Paulo, diz que não foi somente o fato de as famílias terem deixado de receber as rendas do bolsa família, mas sim as exigências que o programa fazia para essas famílias. Como por exemplo a obrigatoriedade de as crianças permanecerem nas com frequência escolar comprovada.

“Com a extinção do bolsa família para esses grupos familiares, fez com que os país preferissem colocar seus filhos nos sinais pedirem esmolas, ao deixá-los nas escolas como era exigência do programa governamental”.  Comentou Damolin

Mandela, Lula e Gandhi: Perseguidos por defenderem os mais pobres

Mandela, Lula e Gandhi: O que esses líderes têm em comum ?

Nelson Mandela foi um líder rebelde e, posteriormente, presidente da África do Sul de 1994 a 1999. Principal representante do movimento antiapartheid, considerado pelo povo um guerreiro em luta pela liberdade, era tido pelo governo sul-africano como um terrorista e passou quase três décadas na cadeia. Foi duramente perseguido por aqueles que dominavam o poder na África do Sul.

Mohandas Karamchand Ghandi foi um líder espiritual e pacifista indiano. Nasceu na cidade indiana de Bombaim, no ano de 1869. Atuou também contra o domínio britânico na Índia. Gandhi defendia a criação de um estado autônomo na Índia. Em função destas posições foi preso várias vezes pelos britânicos. Gandhi foi um dos principais personagens pela independência da índia, foi perseguido e assassinado.

Luiz Inácio Lula da Silva, em 1980, aliou-se a intelectuais e a outros líderes sindicais, para fundar o PT (Partido dos Trabalhadores), do qual se tornou presidente. No ano seguinte, liderou nova greve de metalúrgicos, foi preso e teve seu mandato sindical cassado. Um dos líderes mais perseguidos da história do Brasil,  Lula fundou a CUT, Central Única dos Trabalhadores, organizou a classe operária por avanços trabalhistas. Despertou a ira dos mais ricos e da velha política ao se tornar o primeiro presidente operário da história do Brasil. Retirou milhões de famílias da miséria, foi o precursor de vários programas sociais. Atualmente Lula sofre a mais dura perseguição em toda sua história, em um conluio de grandes potências como os Estados Unidos junto com empresários, políticos e judiciários, tentam prender Lula, assim como fizeram com Mandela.

Mandela, Lula e Gandhi pagaram o preço por defender os mais pobres e os que não tinham voz diante das classes dominantes e elite política, três lideres que possuem biografias muito parecidas com a de Jesus Cristo, também perseguido pelo grande capital por defender os humildes.

Create a free website or blog at WordPress.com.

Up ↑