Nelson Mandela foi um líder rebelde, simbolo do antiapartheid, a libertação do povo negro na Africa carrega a sua história. Mandela passou 30 anos preso, considerado um terrorista, foi perseguido por querer libertação do seu povo. “O Nationalist Party representava os interesses das elites brancas, especificamente da minoria boere. Após 1948, o sistema de segregação racial atingiu o auge. Foram abolidos definitivamente alguns direitos políticos e sociais que ainda existiam em algumas províncias sul-africanas”.

Assim como Mandela, Lula está sendo perseguido, não por seus erros, mas por libertar seu povo da miséria. Lula é o mais recente simbolo da luta contra a fome no mundo, está ganhando apoio internacional contra a intenção golpista da elite Brasileira, que nunca aceitou perder a presidência do país para um ex metalúrgico vindo do nordeste.

Recentemente o Brasil saiu do Mapa da Fome, devemos isso a políticas implantadas por Lula em seu governo, como o Fome Zero, Bolsa Família, e recentemente o Brasil Sem Miséria implantado pela presidenta Dilma.

As manifestações contra Lula, Dilma e contra o Partido dos Trabalhadores, lembra o golpe civil-militar de 1964, onde setores da elite, empresários, fundamentalistas religiosos, mídia planejaram um golpe junto aos militares e com forte financiamento dos Estados Unidos. O país assistiu o fim da democracia, censura e várias mortes. O Brasil não pode assistir calado o que está acontecendo. O Ministério Público pediu a prisão de Lula sem ter provas, com argumentos que não seriam usados nem por crianças, em várias cidades brasileiras empresários estão investindo muito dinheiro para desgastar a figura de Lula e derrubar o governo legítimo de Dilma Rousseff, eleita com mais de 54 milhões de votos.

Vários líderes internacionais, manifestam apoio ao ex presidente Lula, chegando a ser comparado como Mandela das Américas, Mujica, Cristina Kirchner, Maduro, Fernando Lugo, Evo Morales entre outras lideranças da América do Sul também se manifestaram.

Advertisements