A elite brasileira já decidiu que Lula não será candidato a Presidente da República em 2018, isso porque eles sabem que Lula será vitorioso se candidato for. O que os abutres do capital ainda não entenderam, é que o Lulismo é muito maior que o próprio Lula, e por isso Lula lidera pesquisa mesmo sofrendo a operação Lawfer.

O Lulismo se assemelha ao Peronismo na Argentina, é um Estado de espírito, uma força incontrolável dos brasileiros por justiça social. A plutocracia é rejeitada pela sociedade brasileira, prova disso são os índices de popularidade de Temer, e as intenções de votos dos tucanos.

O Brasil é um país com dimensões continentais, com um mercado interno com mais de 200 milhões de habitantes. Nossas riquezas são de dar inveja a qualquer país do mundo. Ninguém consegue entender o motivo do porquê pobre nasce sem a garantia de qualidade de vida, saúde e educação com qualidade.

A elite brasileira usa o Brasil como sua propriedade privada, explora como os portugueses fizeram com os índios ao chegarem a esse país. Tiram nossas riquezas, nossa força de trabalho, nos exploram, e depois nos descartam nos valões das efemeridades.

A perseguição ao Lula e ao que ele representa apenas reforça nossa necessidade de nos reorganizar, unir forças, entender o momento histórico e a viabilidade estratégica de conseguirmos juntos vencer essas forças reacionárias, corruptas e conservadoras que atacam o Brasil.

Advertisements