Marcela Temer é a primeira dama do estado brasileiro. Seu marido, Michel, é o presidente, tendo seu mandato contestado na justiça por 2 ações impetradas por Dilma Rousseff.
Pois bem: Marcela teve conversas comprometedoras gravadas por alguém que a hackeou.
Antes de mais nada, é preciso saber que a vida da primeira-dama é pública.  Não fosse assim,  ela não teria cargo junto ao Palácio do Planalto. Todos nós temos o direito de saber o que acontece com a bela, recatada e do lar.
Mas o que mais assusta nesse episódio é a velocidade com que o hacker foi sentenciado.
Sua pena ficou arrumada em 5 anos, muito mais alta do que a média para esse tipo de crime.
E o que é pior,  o regime imposto foi o FECHADO!
Ora, qualquer estudante de direito tem a obrigação de saber que penas, quando aplicadas entre 4 e 8 anos, induzem ao regime semi-aberto.
A tentação penal é inexplicável e somente ocorreu por se tratar da mulher do ex vice-presidente.

Wallace Martins é advogado criminal.

Advertisements